A Melhor loja de Móveis Planejados | New Moveis

Switch to desktop Register Login

Artigos

Dicas de decoração para quarto de casal

Fone: http://www.donnasenhorita.com

O quarto é o nosso refúgio e lugar de descanso, é onde começa e acaba os dias. Portanto ele deve ter atenção especial na decoração e o quarto de casal deve ser um projeto a dois. Comecem por tentar descobrir o tipo de quarto que querem: minimalista, romântico, moderno, clássico ou com um ar mais vintage. Depois vem a decisão da cor, escolha com muito cuidado a cor das paredes e móveis. Lembrando que o quarto precisa ser aconchegante e tranquilo. Como cada pessoa tem um gosto, estilo e personalidade diferente, é importante sempre buscar por opções que agrade ambos.

 

 

 

 

 

 

 

 

Se o quarto for pequeno tente aproveitar ao máximo o espaço, colocando prateleiras, a tv fixada na parede, móveis planejados nesse caso, é a melhor opção, mas caso não caiba no orçamento, tire as medidas corretamente antes de efetuar a compra de qualquer móvel e veja se não ficará muito apertado. Vale a pena investir numa boa iluminação e nos espelhos, como todos sabem dá impressão de amplitude ao ambiente. Há diversos outros itens que deixam o quarto mais charmoso e aconchegante, como uma poltrona para leitura, quadros, chaise, abajures, lustres, se caso a cama for box, não esqueça de uma cabeceira bem bonita, nichos e prateleiras é uma ótima opção além de aproveitar mais o espaço, deixa o ambiente mais bonito.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Quarto planejado de casal

Última atualização em Sexta, 20 Julho 2012 14:03

Acessos: 4003

Decoração de Apartamentos com Móveis Planejados

Fonte: http://www.not1.xpg.com.br

       quarto planejado

Quer deixar sua casa mais aconchegante e confortável? Deixando cada coisa no seu lugar e tudo de forma planejada. Então faça uma decoração com móveis planejados.
Os apartamentos geralmente são pequenos e não possamos deixar tudo bagunçado, tem que fazer móveis planejados tanto para casas e apartamentos, pois a casa fica mais organizada.

                    quarto planejado

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Na sala, você pode aproveitar bem o espaço, colocando móveis, sofá, mesinhas e colocar luzes de penumbra, além do clima clássico, demonstra elegância e um toque especial.

 

sala planejada    sala planejada

No quarto você poderá usar cores claras, pois elas ampliam o ambiente e proporcionam uma calmaria no local, também poderá optar pelos móveis embutidos, que ocupam menos espaço.

quarto planejado

quarto planejado

No banheiro, um bom contorno de móveis faz com que o lugar fique bem agradável, você poderá colocar detalhes em madeira e ainda a abusar dos espelhos, que ampliam o ambiente.

                                           banheiro planejado

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Na cozinha você poderá abusar do inox, porque além desse material ser muito bonito e simbolizar bom gosto, ele também fará com que a sua cozinha pareça ampliada.

                           cozinha planejada

 

fale-conosco

 

 

 

 

 

 

 

new moveis ipiranga

decoraçao e estilo de móveis planejados

Última atualização em Sexta, 20 Julho 2012 14:02

Acessos: 2150

Como combinar cores na decoração

 

A decoração é um mundo de cor, mas nem sempre é fácil escolher os tons com os quais queremos pintar e decorar a nossa casa: é necessário considerar gostos pessoais, o tipo de ambiente que se quer criar e até reflectir sobre o significado de cada cor antes de decidir uma paleta final. O desafio seguinte é como combinar cores na decoração: vamos descobrir?


Imagem: Dormitório New
quarto planejado new moveis


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A roda das cores é composta por três tipos de cores:

dicas de decoracao - móveis planejados


Cores primárias: são 3 – vermelho, azul e amarelo – e todas as restantes cores são compostas por estas.


Cores secundárias: as cores secundárias obtêm-se com a mistura de 2 cores primárias, ou seja, o laranja nasce da mistura entre o vermelho e o amarelo; o verde nasce da mistura entre o azul e o amarelo; e o violeta nasce da mistura entre o vermelho e o azul.


Cores terciárias: as cores terciárias resultam da junção entre cores primárias e secundárias, ou seja, a turquesa nasce da mistura entre o azul e o verde; o verde-lima nasce da mistura entre o amarelo e o verde; e o encarnado nasce da mistura entre a violeta e o vermelho. As restantes 3 cores terciárias não têm nenhum nome específico, sendo simplesmente uma mistura de vermelho-laranja, amarelo-laranja e azul-violeta.

Como é que as cores se relacionam?

Todas as tonalidades presentes na roda das cores relacionam-se de 2 maneiras:

Cores complementares: estas são as cores que, na roda, encontram-se de lados opostos – caso do verde e do vermelho, do azul e do laranja. No entanto, esta distância não significa que não possam ser combinadas, pelo contrário, o seu efeito aparentemente contrastante produz um realce visual muito agradável quando utilizadas em conjunto, conferindo energia e movimento a uma divisão.

Cores harmoniosas:  estas são as cores que encontramos encaixadas entre as cores primárias, como por exemplo, o encarnado, o violeta e o violeta-azul que, embora diferentes, mostram claramente que pertencem à mesma família de cores. Embora apresentem uma certa harmoniosidade, também precisam de ser combinadas de forma cuidadosa.

Complementares vs. Harmoniosas

Por norma, consideramos uma parte da roda como tendo as cores mais quentes (vermelho, laranja, amarelo) e a outra com cores mais frias (violeta, azul, verde), o que é perfeito para conseguir o desejado equilíbrio colorido. Por exemplo, se a sua paleta de cores estiver centrada no azul, pode aqueça-la um pouco com a sua cor complementar – o laranja; porém, a utilização de duas cores complementares da mesma intensidade pode produzir um efeito visual muito ruidoso, onde ambas as cores estão a reclamar pela mesma atenção. Para solucionar esta questão, basta reduzir ou aumentar a intensidade de uma das cores complementares – neste caso seria o laranja e escolheríamos um tom mais suave como um laranja queimado ou claro, que são ambas cores harmoniosas.


Cores neutras

Existe ainda uma longa lista de cores neutras, composta por branco, preto, castanho, creme/bege, cinzento e todas as suas diferentes tonalidades que, precisamente devido à sua neutralidade, são extremamente versáteis. Combinam com praticamente todas as outras cores da roda e são um excelente ponto de partida para quem se está a iniciar na decoração ou não quer arriscar muito. Com as cores neutras, é fácil aquecer a divisão com tons mais quentes ou refrescá-la com tons mais frios.
Paletas de cores

Monocromática:  escolhe-se apenas uma cor, mas esta é utilizada em vários tons e intensidades distintas. Dependendo da cor escolhida, pode ou não produzir um efeito final menos interessante, mas que pode ser facilmente corrigido com o uso de peças decorativas ou de mobiliário contrastantes.


Harmoniosa: estas são as famílias de cores que encontramos situadas entre as cores primárias na roda das cores; sendo da mesma família, vão automaticamente funcionar bem uma vez aplicadas na decoração, principalmente se juntar tonalidades menos intensas com tonalidades mais vibrantes.


Primária: embora sendo as cores mais fortes e dominantes, se as utilizar com um fundo branco (ou outra cor neutra), conseguirá equilibrar toda a paleta.


Complementar: escolhem-se duas cores complementares (opostas) da roda; enquanto a cor fria é aplicada na maior parte da divisão, a cor quente é aplicada em doses menores, ou vice-versa. Para conseguir um contraste mais ou menos evidente, basta alterar o tom e a intensidade das respectivas cores.


Semi-complementar: escolhem-se três cores da roda, começando, por exemplo, pelo verde e a sua cor complementar, o vermelho/violeta. No entanto, em vez de ficar pela cor complementar (vermelho/violeta) escolhe-se antes duas cores harmoniosas, ou seja, uma de cada lado da cor complementar, brincando com a sua intensidade para conseguir mais ou menos interesse.

New Moveis Planejados - dicas de cores

Vamos analisar esta paleta de cores, escolhida para decorar uma sala de estar: as cores principais são aquelas que vão ser usadas em maior escala; as cores complementares são cores que funcionam como apontamentos condizentes, sendo utilizadas em menor escala. Nesta paleta, a cor no canto superior esquerdo é a principal, aquela que vai criar o ambiente – o que significa que pode ser aplicada nas paredes, por exemplo. As outras duas cores principais serão reservadas para outros elementos importantes, caso dos sofás, poltronas, cortinas, tapetes, outras pinturas ou papel de parede. As cores complementares serão aplicadas em pequenos apontamentos decorativos, caso das almofadas, candeeiros, peças de arte, objectos decorativos, etc. Veja o resultado final:

 

sala planejada


Dicas finais

O resultado final acima apresentado é apenas uma das muitas decorações possíveis tendo como base a respectiva paleta de cores. A combinação criativa e apelativa de cores é ainda influenciada por vários outros factores: a intensidade das próprias cores, a quantidade de cores utilizadas, a dimensão do espaço, a iluminação natural e artificial, a mobília, as diferentes texturas presentes na divisão… é tudo uma questão de brincar com as cores e de se divertir a experimentá-las

 

Créditos: http://eudecoro.com/artigos/como-combinar-cores-decoracao

 

Fale com A New Moveis 

 

 

 

combinar cores na decoração de móveis planejados

 

Última atualização em Sexta, 20 Julho 2012 10:50

Acessos: 6931

Cores e Móveis

Fonte: http://www.tcmoveis.com.br

O quarto é utilizado em alguns casos para dormir, em outros para assistir TV e em outros para trabalhar (escritório em casa). Primeiro há a necessidade de estudar o caso, para depois decorar. Aconselha-se o uso de cores vivas (laranja, roxo, verde, azul,
etc) na parede que ficará atrás da cama (à cabeceira dela), e cores suaves (cru, bege, branco ou tons pastéis) nas demais.

quarto planejado

 

 

 

 

 

 

    iluminação é outro fator importante: lâmpadas amarelas (halógenas, dicróicas ou incadescentes) são mais confortáveis à vista e passam sensação de relaxamento, enquanto as econômicas e fluorescentes estressam. Defina primeiro o posicionamento dos móveis, para, só depois, planejar o local da iluminação.

Os móveis para quarto são básicos: cama, guarda-roupas, cômoda, criado, etc. A disposição deles depende do tamanho e formato do quarto, mas procure deixar sempre passagens livres.

 

IDEIAS PARA DECORAR COM PÚRPURA

 Uma tonalidade cada vez mais na moda, se por um lado a cor púrpura é fresca, vibrante e muito apelativa, por outro pode apresentar-se demasiado forte para alguns estilos de decoração. Como incorporar a cor do luxo, da realeza e da espiritualidade na sua casa? Inspire-se nestas ideias originais.

1. Paredes

 decoraçao sala planejada

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Não é das cores mais populares para pintar paredes, mas que tem um efeito visual fantástico, isso ninguém pode negar. Aplicar a cor púrpura nas paredes – através de tinta ou mesmo papel de parede – vai transformar radicalmente qualquer decoração e talvez seja exatamente isso que a sua casa precisa. No entanto, se esta é uma ideia que quer experimentar, mas não com a intensidade total da púrpura, opte por uma tonalidade mais clara. Se não gostar, pode sempre pintar por cima – é a vantagem da tinta!

2. Armários

armarios - moveis planejados

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nunca lhe passou pela cabeça pintar os armários da cozinha de púrpura, pois não? Agora admita, não fica uma delícia? Uma cor inesperada, numa divisão igualmente esperada, mas com um resultado original e esteticamente muito agradável. Um bom exemplo de que a cor púrpura não precisa de ser muito forte para funcionar bem na decoração.

3. Sofás

sala planejada

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para quem gosta de optar por uma peça de mobília de grande porte numa cor sólida como a púrpura, esta ideia vai certamente agradar-lhe. Torne a cor púrpura e o sofá (ou outro tipo de mobiliário) no foco central de qualquer divisão – para um efeito mais soft, reduza a intensidade da cor.

4. Tapetes

sala planejada

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Não se quer comprometer muito com a cor púrpura mas tem imensa vontade de a incorporar na sua decoração? Uma das formas mais subtis de o fazer é com um tapete púrpura – vistoso sem ser excessivo, é uma cor invulgar para tapetes, o que vai dar um toque de genuidade ao espaço em questão.

5. Cabeceiras de cama

quarto planejado

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Um apontamento distinto em qualquer quarto, pode aproveitar a cabeceira da cama para introduzir a cor púrpura na decoração. Acolchoada, pintada, forrada a tecido ou papel de parede, será difícil exagerar na cor num elemento de médio porte como este – muito pelo contrário, a púrpura contribuirá para a criação de um ambiente sofisticado e glamoroso.

6. Tetos

cores new moveis planejados

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Se quiser realmente inovar, arrisque e surpreenda com um teto pintado de púrpura! Simultaneamente visível e invisível, esta ideia é original e, como está fora da linha de visão direta, não corre o risco de rapidamente se tornar cansativo. Se optar por este efeito wow, convém que o resto da divisão contenha cores mais neutras e suaves.

 

 Fale com a New moveis

 

 

 

 

 

 

Cores e móveis planejados

Última atualização em Sexta, 20 Julho 2012 14:03

Acessos: 2891

Sob Medida. Vale a Pena?

Saiba quando vale a pena fazer móveis sob medida e veja dicas para acertar no projeto
CHRIS CAMPOS

 

cozinha sob medida

Colaboração para o UOL
Fazer móveis sob medida, em marcenarias, tem suas vantagens. Mas pode ser um negócio arriscado caso você desconheça algumas informações básicas. Uma delas é a de que, nem sempre, móveis planejados são mais caros que os prontos. E, quando são, a relação custo benefício pode valer muito a pena. Outra é a recomendação do acompanhamento da "obra" por um profissional que faça a ponte entre você e a marcenaria escolhida. Nesta entrevista, o arquiteto e designer de móveis César Sanpedro dá algumas dicas para quem pretende investir em projetos customizados sem cair em ciladas.

UOL ESTILO - Que tipo de mobiliário sempre vale a pena mandar fazer sob medida?
César Sanpedro - Armários embutidos, de quartos ou cozinhas, são sempre bons de encomendar. Isso porque você pode personalizar o projeto: escolher a quantidade de gavetas, o tamanho de cada uma delas, o melhor aproveitamento do espaço que você tem em casa. Existem empresas que trabalham com módulos, com soluções-padrão. Em uma marcenaria você pode encomendar o projeto que tem na cabeça. Mas é preciso saber muito bem o que se quer. Caso contrário, essa pode ser uma empreitada frustrada.

UOL ESTILO - Dá para decorar a casa sozinho, escolher os móveis e tudo o mais. Com projetos sob medida esta máxima também funciona?
César - Acho arriscado porque a pessoa tem de ter o acompanhamento de um arquiteto ou decorador, principalmente em trabalhos maiores. É ele quem vai traduzir o que o cliente quer para a marcenaria e apontar eventuais soluções para que o marceneiro possa executar o projeto com sucesso. Ir direto ao marceneiro é um caminho complicado, porque nem sempre ele terá condições de assessorar adequadamente o cliente. Muitas pessoas chegam com idéias lindas que viram na revista e querem reproduzir em suas casas. Mas nem sempre o projeto da revista é o mais adequado para o espaço que você dispõe. Um profissional vai alertar você antes, sugerir adaptações ou até outras idéias que podem até agradar mais, mas que por falta de informação o cliente desconhece. Neste caso, o projeto pode ficar mais caro, mas o resultado é sempre melhor porque você evita erros no final.

UOL ESTILO - Qual é um pedido frequente em projetos sob medida que pode comprometer o resultado?
César - Uma das situações mais complicadas nessa área é trabalhar com a madeira maciça. Isso porque existem poucas marcenarias especializadas em uma matéria-prima realmente confiável. O que acontece muito é a marcenaria trabalhar com madeira maciça ainda úmida. A madeira maciça precisa estar muito seca para ser trabalhada e não é fácil encontrar esse tipo de matéria-prima no mercado. O resultado é que, ao trabalhar com a madeira ainda úmida o móvel pode, depois de pronto, empenar e apresentar fissuras que irão comprometer todo o projeto. É um erro achar que só a madeira maciça tem qualidade. É claro que tem, mas hoje 90% das estruturas para móveis são feitas com compensado ou MDF revestido com lâminas de madeira - e que podem ser de boa qualidade, por isso optar por uma marcenaria confiável, com referências de projetos que você tenha gostado ou boas indicações de arquitetos ou decoradores é muito importante. Particularmente, recomendo madeira maciça apenas em móveis que sofrem muito impacto no dia-a-dia, como tampos de mesas de jantar ou mesas de centro.


UOL ESTILO - Projetos feitos sob medida são sempre mais caros do que optar por móveis prontos?
César - Nem sempre um projeto customizado é mais caro do que uma peça pronta. Especialmente se você combinar um serviço maior para a marcenaria: armários de cozinha, estantes, armário de quartos... Numa encomenda pequena, de móveis modulares, o sob medida pode sair mais caro. Projetos maiores rendem bons descontos e também conferem mais unidade ao resultado final.

UOL ESTILO - Qual é a principal vantagem do projeto sob medida em casa?
César - Além do aproveitamento melhor dos espaços, o cliente tem suas necessidades e desejos melhor atendidos. É como comprar uma roupa de festa - nem sempre o vestido que você quer está à venda na sua loja favorita no momento que você precisa. A continuidade do projeto é outra vantagem. Ao optar por móveis sob medida você pode prever etapas posteriores ao projeto original, seguindo uma mesma linha e atendendo a novas necessidades que vão surgindo ao longo do tempo.

UOL ESTILO - Como lidar com a mobilidade: mandar fazer um móvel em um apartamento ou casa alugada, por exemplo?
César Nesses casos, sugiro sempre fazer peças menores, que se encaixem e formem um conjunto maior. Isso deve ser pensado desde o início. Me preocupo bastante com essa questão, de poder desmontar e readaptar em outro ambiente, com os ajustes que forem necessários. Ao optar por um bom profissional, você ainda garante o acompanhamento adequado: é ele que vai saber montar, desmontar e remontar estantes e armários sem comprometer a qualidade do projeto inicial.

UOL ESTILO - O que fazer para evitar decepções durante o processo de feitura dos móveis?
César - A pessoa precisa saber o que está comprando, ter informações sobre o que quer. Ser clara na hora de passar para o profissional suas necessidades. O desenho da peça é muito importante, e também não ter medo de solicitar mudanças enquanto o projeto está no papel, em desenvolvimento. Quando a pessoa não sabe o que quer é sempre um problema. Um bom profissional dá um limite, diz o que cabe ou não em determinado espaço.

Chris Campos é jornalista, editora do site Casa da Chris

 

 

 

 

Móveis Planejados sob medida

Última atualização em Sexta, 20 Julho 2012 10:39

Acessos: 4934

New Moveis Planejados - © Todos os Direitos Reservados

Topo Desktop version